mundosemuros@gmail.com

Acampando no ponto mais baixo do planeta – Mar Morto, Israel

img 3552 2 - Acampando no ponto mais baixo do planeta - Mar Morto, Israel

Curtiu o vídeo? Se inscreva no canal e nos ajude a produzir mais 🙂 https://bit.ly/2HF0UvS


Acampamos no ponto MAIS BAIXO do planeta Terra! O Mar Morto, que na verdade é um grande lago, e não um mar, fica a 422 metros abaixo do nível do mar. Tivemos a oportunidade de curtir um pôr do sol maravilhoso e também abrir a barraca cedinho da manhã para ver o sol nascer, sem ninguém por perto, neste cantinho espetacular que achamos. Devido a nossa oportunidade de workaway em Israel (troca de trabalho por hospedagem e alimentação, você pode ver nossa primeira experiência aqui), a pessoa que nos acolheu em sua casa alugou um carro para nós passarmos 24 horas e nos disponibilizou todos os equipamentos para acamparmos. Não poderíamos estar mais felizes! Tendo tempo para curtir cada momento, parar em qualquer local para filmar e fotografar com calma.

duas meninas acampando no mar morto mundo sem muros dead sea

No Mar Morto, nada sobrevive a absurda concentração de sal (10x maior que dos oceanos), na verdade, somente algumas bactérias. Os peixes que chegam do rio Jordão, morrem em instantes ao entrarem no lago. A quantidade considerada normal e que está presente nos oceanos é de 35 gramas a cada litro de água, já no mar Morto estima-se que seja 300 gramas de sais para cada litro. Seu corpo flutua sem nenhuma dificuldade, o que torna tão legal e diferente a experiência. Basta soltar o corpo que naturalmente você flutua.

boiando flutuando no mar morto

E porque a concentração de sal é tão alta? Nos últimos 10000 anos, o nível de evaporação tem sido maior que o de reposição da água, até porque também faz MUITO calor normalmente na região. Como o sal não se evapora com água,  a concentração aumenta a cada ano. A principal fonte abastecedora do Mar Morto é o Rio Jordão, que despeja cerca de 6,5 milhões de metros cúbicos de água por dia e é rico em sais minerais.

O que poucos sabem é que o Mar Morto está realmente morrendo! O nível da água está diminuindo abruptamente no decorrer dos anos devido a redução do nível do Rio Jordão, aonde projetos desviam o rio e outros afluentes, principalmente para irrigação. Também devido a exploração industrial do Mar Morto em grande escala para extrair seus minerais, além de retirar a água do próprio Mar Morto para indústrias de fertilizantes, represam a água rara das chuvas para levar para as usinas.

panorâmicas do mar morto e sua maravilhosa cor

Tudo isso colabora para a diminuição da água, recebendo menos da metade do que precisaria para sobreviver. Com isso, a água tem baixado quase 1 metro por ano. Começaram então a surgir por todos os lados buracos gigantescos, alguns com 20 metros de profundidade. Uma triste consequência da ação do homem sobre a natureza.

Este local da foto (abaixo) foi encontrado depois de uma trilha (TOTALMENTE por intuição!), pois já estávamos desesperançosas em achar algum lugar para acampar (diversas praias encontram-se fechadas devido a estes “sink holes”, os buracos gigantescos que comentamos anteriormente). Cremos que poucas pessoas conhecem o local, pois para chegar lá é preciso descer uma ladeira, que de longe parece impossível, mas como sempre fomos lá dar uma “olhadinha” se não dava mesmo hahaha. Sozinhas nessa imensidão, conseguimos encontrar um lugarzinho mais ou menos plano para montar a barraca e foi tudo lindo!

experiência incrível de flutuar no mar morto lendo um livroincrível pôr do sol no mar morto o ponto mais baixo da terra em Israel

Outra coisa interessante do Mar Morto é sua lama! Do passado até agora, todo mundo quer se sujar na lama. Até mesmo Cleópatra, rainha do antigo Egito, foi conhecer o Mar Morto, pensando nos benefícios dos minerais para saúde. Existem estudos e aplicações comprovados dos seus benefícios e propriedades terapêuticas, e é claro que não poderiamos deixar de testar. Realmente a pele fica “lisinha”, como bebê. Esta lama mineral tem ação esfoliante, limpa profundamente, desintoxica, suaviza, diminui o tamanho dos poros, reduz o tamanho das rugas, melhora a elasticidade e nutri a pele com os diferentes minerais ativos que possui. Por isso que é muito cobiçada pelas indústrias.

utilizando a lama do mar morto que contém diversos benefícios para o corpo

Dicas antes de entrar na água:

– Nunca beba a água, pode ser fatal!
– Não se depile e evite entrar na água com algum machucado, arde demais!
– Cuide seus olhos, se algum pingo cair dentro, ficará minutos ardendo e dependendo da quantidade pode levar a cegueira
– A água tem um aspecto oleoso, então equipamentos, óculos, etc ficará tudo engordurado

– Se for entrar com celular ou câmeras, CUIDADO TOTAL com os aparelhos, veja a baixo porque:

Infelizmente, apesar desta maravilhosa experiência, o Mar Morto deixou de ser morto para nós, mas sim assassino, pois matou a nossa câmera! Estávamos boiando fazendo algumas fotos e eu (Aline) me desequilibrei (que nem uma idiota) e afundei minha mão com a cãmera junto. Não teve jeito, apesar de não ter entrado tanta água, o pouco que entrou, tanto na câmera quanto na lente foi fatal. O sal corrói tudo rapidamente e a água oleosa é quase impossível de ser limpa. Deixamos a câmera 4 dias no arroz, mas não foi suficinte para voltar a ligar. Uma perca horrível para nossa viagem. Mas, pelo menos, não aconteceu nada com o cartão de memória e ficamos com as recordações!

Depois do que aconteceu, nós acabamos criando uma vaquinha online, aonde contamos um pouco da nossa história e o porque precisamos de ajuda para continuar viajando e principalmente para adquirir um novo equipamento. Vamos deixar os links aqui e qualquer ajuda nós agradecemos de toooodo coração <3 

  • Vakinha: https://www.vakinha.com.br/vaquinha/ajude-a-nossa-viagem-pelo-mundo-sem-data-de-retorno
  • Padrim: https://www.padrim.com.br/mundosemmuros

Esperamos que tenham gostado!

Para acompanhar nossas aventuras, se inscrevam lá no canal do YouTube e no Instagram.

Qualquer dúvida ou dica deixe aqui nos comentários!

flutuando no ponto mais baixo da terraflutuando lendo um livro no mar mortoacampamento no mar morto

 

2 comentários

  1. Caroline disse:

    Fala, meninas! Adorei o post! Inclusive estou a caminho de Israel para um work exchange também e vou usar algumas dicas que vocês deram! Uma coisa que fiquei preocupada foi: na entrada de vocês no país pediram a vacinação de febre amarela?? Eu estou morando fora do Brasil há um tempo e nem me liguei nisso, mas vi algumas recomendações para que quem tivesse passaporte brasileiro andasse com o comprovante da vacina. Obrigada!!

    • Oii Carol! Ah, que legal que também tá indo curtir Israel – tu vai amar!!! Então, essa era uma grande preocupação nossa também, porque a Aline não trouxe a dela. Mas como viemos do Egito, cruzamos pela fronteira de Taba, eles não pediram NADA. Claro que aquelas perguntinhas básicas, até mesmo porque estávamos vindo do Egito, mas não pediram nada de documento além do passaporte. Essa foi nossa experiência… Na verdade estávamos ainda mais preocupadas aqui na Jordânia, que comentam que sempre pedem a vacina para brasileiros, mas o processo foi igual ao de Israel. Creio que eles só peçam para quem vem direto do Brasil mesmo, porque conhecemos um casal de brasileiros que vieram de um vôo do Brasil para o Egito e eles pediram sim a vacina. Acho que se tu já tá aí pela estrada não rola muito estresse.
      Boa trip, aproveita muito e bons ventos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *