mundosemuros@gmail.com

O que visitar em Jerusalém – Israel

img 3205 - O que visitar em Jerusalém - Israel

cartão psotar de jerusa

Curtiu o vídeo? Se inscreva no canal e nos ajude a produzir mais 🙂 https://bit.ly/2HF0UvS


Uauuuuuu! Que cidade incrível! Jerusalém nos conquistou, não por sermos religiosas, mas por ser uma das cidades mais antigas do mundo! Jerusalém é terra sagrada para três grandes religiões: Cristã, Judaica e Muçulmana. Para quem é cristão, andar por Jerusalém é de arrepiar! Cada detalhe remete às histórias da bíblia, e saber que você está pisando no mesmo local onde Jesus carregou a cruz é algo incrível. Já para os judeus, o local mais sagrado é o Muro das Lamentações, e para os muçulmanos, a Mesquita de Al Aqsa e o Domo da Rocha. Mesmo que cada religião tenha seu local especial, toda a cidade é rodeada de pessoas com o mesmo sentimento: a FÉ!

Hoje a cidade é uma mescla entre o tecnológico e o antigo. Algumas regiões já ultrapassam os 3 mil anos, mas Jerusalém não parou no tempo e tem toda modernidade das grandes cidades desse país super “high-tech”. 

Israel se torna ainda mais incrível não apenas pelo fato de ser muito seguro, desenvolvido e organizado, mas também pelo fato das pessoas realmente demonstrarem solidariedade e ajuda ao próximo. Nós estamos viajando pelo país pegando carona, e para Jerusalém não foi diferente! Estamos perto de Netivot realizando Workaway, uma cidade a cerca de 100Km de distância de Jerusalém. Pegamos uma carona cedinho da manhã para a entrada da cidade e de lá o Metropolitano (ou como eles chamam: Light Rail) para nosso primeiro ponto de visita. É muito simples se locomover dentro da cidade utilizando esse tram, inclusive sugerimos que guardem este mapa do link para maior facilidade, mas mesmo assim, para economizar, fizemos a maior parte dos percursos a pé.

Agora vamos ao que interessa, confira os locais que conhecemos nesses dois dias em Jerusalém:

Yad Vashem – Museu do Holocaustro

Yad Vashem significa, em hebraico, “Autoridade de Recordação dos Mártires e Heróis do Holocausto”. O museu é muito grande (cerca de 18 hectares) e muito bem estruturado. Tivemos a oportunidade de visitar também o de Berlin, então ficou ainda mais interessante a visita, já que tivemos as duas concepções sobre este terrível período da história da humanidade. O museu se localiza no alto de um monte, o Monte Herzl. Nós subimos tudo caminhando, mas parece que existe a opção de uma van gratuita que leva até a entrada. Nele, se recorda os milhões de judeus mortos nos campos de concentração da 2° Guerra e de fato gera muitas reflexões sobre até onde o ser humano pode chegar.

A parte mais chocante é o Memorial das Crianças. Você entra em um corredor escuro, com algumas fotos de crianças e o áudio citando nomes e datas de nascimento e falecimentos das crianças. Logo após você se depara com um salão totalmente escuro, apenas com pequenos pontos de luzes acesas, simbolizando estrelas (as crianças falecidas). O sentimento de tristeza é muito intenso! – Para quem assistiu o vídeo antes de chegar aqui no blog, essa foi a abertura (som original).

É possível também, na entrada do local, obter um áudio guia, não adquirimos porém parece valer bastante a pena. Em frente a cada objeto existe um número, basta digita-lo no aparelho e ele lhe dará uma resumo do que se trata, no idioma selecionado.  

  • Valor: Gratuito. Valor do áudio guia: 25 NIS por pessoa.
  • Horários: Domingo à quarta-feira: 9h – 17h. Quinta-feira: 9h – 20h. Sexta-feira: 9h – 14h. Sábado: Fechado.

museu do holocaustro em jerusalém

Mahane Yehuda Market

Este é um mercado de rua que você pode encontrar de tudo! Você encontra facilmente comida boa e com baixo custo comparado com o centro da cidade. Tem uma estação do tram que é bem em frente a ele.

O mercado também é muito visitado pelos locais, o que torna ainda mais interessante.  Ver os judeus todos de preto, com suas barbas longas, passando pra cá e para cá… dá a sensação de estar dentro de um filme. Compramos uma taça enorme de açaí com diversas frutas e nuts por 30 NIS, o que para Israel, é um preço ótimo!

  • Horários: Depende da banca, mas geralmente o funcionamento é das 8h – 00h.

famoso mercado em jerusalém Mahane Yehuda Market

Jaffa Gate

Ele é um dos 8 principais portões que cercam a muralha na cidade velha. Atravessando o Jafa você verá, um pouco escondida ao lado esquerdo, a entrada para visitar as muralhas por dentro. É bem legal andar por cima das muralhas e, quase no fim do trajeto, ver e fotografar o Domo da Rocha. Do outro lado, podemos ver a Torre de David, uma antiga fortaleza de aproximadamente 500 anos, que hoje serve para eventos, show de luzes e espetáculos. Mas não chegamos a entrar, pois achamos o preço salgado demais (70 NIS).

  • Valor muralha: 4 dólares.
  • Horários: O acesso às muralhas pode ser feito de domingo à quinta e sábados, das 9h – 16h. Nas sextas, apenas até as 14h.

fotografia noturna do jaffa gate em jerusalém

Igreja do Santo Sepulcro

A igreja fica onde, segundo a tradição cristã, Jesus foi crucificado, sepultado e ressuscitou no terceiro dia. Um dos locais mais sagrado do cristianismo! Ela se encontra no final da “via dolorosa” e é muito grande e linda por dentro. Como em quase todos os lugares sagrados em Jerusalém, multidões fazem fila para adentrar o apertado espaço dentro da igreja, na pequena edícula que guarda o sepulcro propriamente dito. A igreja é realmente linda e vale MUITO a pena a visita.

  • Valor: gratuito.
  • Horários: Todos os dias do ano das 4h – 19h no inverno e das 4h – 21h no verão.
homem vestido de jesus caminha pelo pátio da igreja do santo sepulcro em jerusalém

Pátio em frente à entrada principal da igreja

fiéis na edicula da igreja do santo sepulcro em jerusalém

Fiéis fazem fila para entrar na edícula

fiéis na pedra da Unção na igreja do santo sepulcro

Pedra da Unção: aonde o corpo de Jesus teria sido preparado para o sepultamento

entrada para a igreja do santo sepulcro em jerusalém

Via dolorosa

A Via Dolorosa é um lugar de peregrinação para turistas cristãos e peregrinos de todo o mundo! Retomar o caminho de Jesus do momento de sua condenação até seu sepultamento é algo incrível. A Via Dolorosa percorre as estreitas ruas da cidade velha de Jerusalém com quatorze importantes pontos, segundo os acontecimentos da bíblia.

placa na via dolorosa em jerusalém

Muro das Lamentações

Este muro de mais de 2.600 anos de idade é o recanto mais sagrado do Judaísmo. Achamos incrível! Fomos 3 vezes lá, cada vez vimos coisas interessantes. É o melhor lugar para poder ver a religião de uma forma tão forte. Homens e mulheres ficam em partes diferentes, separados por uma cerca, mas cada pessoa imersa em sua fé e oraçōes,  recitando parte do torá, o livro sagrado dos Hebreus. Até mesmo quem não é judeu se rende a energia do lugar, toca o grande muro e deixam bilhetes com pedidos nas rachaduras das pedras, como manda a tradição.

  • Valor: gratuito.
  • Horários: 24h aberto, mas sábado é proibido fotografar.

fiéis no muro das lamentações em jerusalémfiéis no muro das lamentações em jerusalémmãos no muro das lamentações fiél rezando no muro das lamentações

Domo da Rocha

O Domo da Rocha é o cartão postal da cidade de Jerusalém. O domo é realmente incrível e é possivel avistar de vários pontos da cidade, uma vez que sua cúpula é coberta de ouro! Como já dito anteriormente, este é um local sagrado para os muçulmanos. Infelizmente não conseguimos entrar no pátio, pois o horário de visitação é bem restrito. Sim, somente no pátio é possível que os turistas visitem,  para entrar propriamente dentro do domo é obrigatório ser muçulmano. Para acessá-lo, sobe-se um rampa ao lado do Muro das Lamentações, passando por barreiras policiais e raios-X.Vale ressaltar, que não é permitido entrar com símbolos de outras religiões, até mesmo brincos e colares.

  • Valor: gratuito.
  • Horário: Segunda à quinta-feira
    Inverno: 7h30 – 10h30 e 12h30 – 13h30
    Verão: 8h30 – 11h30 e 13h30 – 14h30

domo na rocha jerusalem

Sepulcro de Maria

Mais um lugar importante para os cristãos. De acordo com a tradição, aqui se encontra o túmulo de Maria de Nazaré, a mãe de Jesus. A igreja se encontra dentro de uma caverna, em que degraus esculpidos na rocha levam para de baixo da terra, aonde supostamente esta o túmulo. No túmulo há fila para entrar, de modo que o visitante deve se inclinar para frente a fim de entrar. Isso força as pessoas a se curvarem e, assim, demonstrar respeito pela santidade.

  • Valor: gratuito.
  • Horário: Segunda à sábado das 6h – 12h e 14h30 – 17h

Igreja do Pai Nosso

Caminhamos, caminhamos e caminhamos muito, de baixo de um sol de mais de 30 graus (até parecemos peregrinos) para subir o Monte das Oliveiras e poder conhecer a Igreja do Pai Nosso. Ela foi construída sobre uma caverna onde se diz que Jesus se reunia com seus apóstolos para ensinar a oração do Pai Nosso aos discípulos. O que achamos mais interessante foi ver as “placas” em cerâmica contendo VÁRIOS idiomas da oração, 140 ao total, em línguas que nem fazíamos idéia da existência.

  • Valor: 3 dólares.
  • Horário: De segunda a sábado, das 8h – 12h e das 14h – 17h.

diversas orações linguas diferentes igreja pater nosteroração portugues igreja do pai nosso jerusalem

Cemitério Judaico

Também no alto do Monte das Oliveiras encontra-se o Cemitério Judaico, um dos mais antigos do MUNDO! Com mais de 3.000 anos e mais de 150 mil sepulturas!

Na tradição judaica, ao invés de flores, eles colocam pedras para honrar o falecido. É uma imensidão de sepulturas.

“É só sua riqueza espiritual acumulada que permanece imortal; assim como uma rocha que permanece para sempre.”

  • Valor: gratuito
  • Horário: 09h – 17h

cemitério judaico jerusalempedras cemitério judaico jerusalem

Além deste pontos, vale a pena caminhar e “se perder” na cidade velha. Nós adoramos ficar caminhando sem ter um rumo certo. Além de sempre achar um cantinho interessante, observar a rotina local e a cultura do país/região é algo incrível.

mercados de rua em jerusalem

mercados de rua em jerusalem

Esperamos que tenham gostado!

Para acompanhar nossas aventuras, se inscrevam lá no canal do YouTube e no Instagram.

Qualquer dúvida ou dica deixe aqui nos comentários!

 

2 comentários

  1. Hellen Pinheiro disse:

    Excelente ???

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *